Um guia das tarefas em que os miúdos podem ajudar em cada idade

Algumas famílias atribuem tarefas específicas aos filhos, tais como separar os recicláveis ou varrer o chão. Outras, pedem ajuda às crianças para ajudar no que houver para fazer. De forma geral, os miúdos mais velhos podem lidar com a responsabilidade das tarefas melhor do que as crianças com 5 ou 6 anos. Devemos escolher bem as tarefas a atribuir a cada idade, tendo em conta ainda os gostos e capacidades de cada criança.

Eis algumas tarefas apropriadas a cada idade:

Dos 5 aos 7 anos:

  • Varrer o chão
  • Fazer a cama
  • Limpar e arrumar o quarto
  • Dar de comida ao animal de estimação
  • Pôr a mesa
  • Ajudar a limpar os pratos, depois da refeição

Dos 8 aos 10:

  • Pôr a louça na máquina
  • Arrumar as compras
  • Fazer o seu pequeno-almoço e lanche
  • Pôr a roupa na máquina
  • Passear o cão
  • Ajudar a fazer o almoço e o jantar

Pode também pedir ajuda ao seu filho em tarefas mais complicadas, como ir às compras. Isto pode ser uma boa oportunidade de lhe ensinar a fazer escolhas saudáveis em relação à alimentação (escolher a fruta e os vegetais, decidir o que fazer em cada refeição). Pode também ser uma boa oportunidade para lhe ensinar a gerir um orçamento familiar, uma questão muito importante para as famílias nos dias de hoje.

Outras ideias a considerar:

- Os miúdos querem ajudar, tome partido desse desejo natural e encoraje o seu entusiasmo em realizar as tarefas que lhe são atribuídas;

- Se diz que está aborrecido, pode ser porque as crianças pequenas se concentram durante pouco tempo. Também pode ser porque não consegue realizar a tarefa tão bem como queria. Pergunte-lhe se quer ajuda para concluir a tarefa, ou deixe-o fazer outra coisa.

- Pergunte-lhe quais as tarefas que ele quer realizar. Se é algo demasiado difícil ou perigoso para a idade dele, arranje outra coisa. Ele não pode cortar os vegetais, mas pode arranjar a alface para salada, por exemplo.

- Torne as tarefas mais divertidas. Quando limpamos a casa, podemos ouvir a nossa música favorita para nos motivarmos.

- Elogie o esforço. Ao início ele pode não fazer as coisas bem, mas ele há-de conseguir com o tempo e a experiência.

E como tudo, colhemos o que semeámos. Se investirmos algum tempo a ensinar os nossos filhos a ajudar em casa, em pequenos, estamos a estabelecer um padrão que beneficiará a todos no futuro.

publicado por D. às 22:27 | comentar | favorito | partilhar